terça-feira, julho 24, 2007

'Tou Xim?'

Falar ao telefone e' algo de universal. Por muito que se mude de pais ou cultura, o telefone faz parte das nossas vidas. Mais. Domina as nossas vidas. Em especial, depois da massificacao dessa coisa chamada telemovel. Permite saber onde estamos, como estamos, com quem estamos, para onde vamos, a que horas la estaremos, por quando tempo vamos ficar. Tem um lado bom, porem. Encurta distancias. Junta as pessoas. Mata saudades. Permite que recebamos consolo por meio de uma voz amiga.

Mas falar ao telefone e' tambem algo de muito proprio dentro de cada pais. Cada povo tem habitos muito seus, que passaram de geracao em geracao e que marcam o quotidiano de quem os vive. E aqui os Estados Unidos nao sao excepcao. Deixem-me que vos de um exemplo.

Uma das coisas que mais chama a atencao quando se fala ao telefone e' a forma como diferentes pessoas atendem uma chamada. Nos em Portugal temos o 'Tou?', que serve virtualmente para atender qualquer chamada. Ha uma ou outra variacao a' volta do 'Tou' como o 'Ta'?' ou 'Tou sim?', mas a coisa nao foge muito disso. Quando conhecemos quem esta do outro lado, um 'Ola!' tambem serve. Ou ha quem prefira um simples 'Sim?', que tambem se aplica a qualquer situacao. Ora aqui nos States, a coisa varia muito. O mais comum e' dizer o apelido (nunca o nome propio) quando atende (exemplos: 'Jones!' ou 'Hi, this is Jones!'). Ou entao usam um simples 'Hello', amigavel e cordial. Eu confesso que nunca me senti confortavel com nenhum dos dois metodos. Nao sei muito bem porque, mas dizer 'Hello, this is Santos', era coisa que nao me soava minimamente bem... Dai' que tenha decido optar por atender o telefone com um simples 'Yes?'. Assim. Sem mais nada. Dito de forma cordial, sem qualquer segundo sentido.

Eis o meu espanto quando varias pessoas me perguntaram recentemente porque e' que eu atendia o telefone assim. 'Assim como?', perguntei. 'Assim, com um 'Yes!'. 'Mas que mal e' que tem? Nao posso?, disse eu, ja a ficar complexado. 'Soa agressivo'. 'What?'. Ora, agressivo e' coisa que eu nao sou, tirando um ou outro dia, quando me tiram do serio. Mas o meu estado normal e' de pessoa calma. Nao percebi. Dai' que lhes tenha pedido para me exlicarem como e' que um 'Yes?' pode ser agressivo. 'Parece que estas a atender o telefone com maus modos, fazendo parecer que e' um favor que estas a fazer a' pessoa que esta' a ligar!' 'What?' La lhes expliquei que nao, que era comum no meu pais, que nao tem nada de agressivo, pois se eu quisesse ser agressivo atenderia com um 'What the hell do you want?!'. Nao sei se ficaram convencidos. E' dificil convencer esta malta.

Mas sou so' eu ou isto sao hilacoes a mais de apenas um 'Yes!?. Estes americanos sao mesmo estranhos... o mais engracado e' que isto me foi dito por mais do que uma pessoa, pelo que tive que pensar ate' que ponto eles teriam razao. Dei voltas a' cabeca, e cheguei a' conclusao que... nao tem!!! Como nao consegui achar nenhum fundo de razao nos argumentos deles, vou continuar com o meu 'Yes?'... intercalado talvez com um ou outro 'Hi!'. Para nao parecer mal aos senhores.

3 comentários:

Maria João disse...

eu habituei-me a responder: Yellow...ahahaah
tungas enbrulhem beefs

mae disse...

Bom, se há tanta gente a dizer o mesmo... são mesmo capazes de terem razão! por isso não custa nem muito nem pouco introduzir um simples Hello! As pessoas calmas sao flexiveis...para pacificar as coisas! Sejamos benignos nas pequenas e grandes acções.
Beijos

Anónimo disse...

Se eles falassem ao telefone com madame Sandra Melo, não sei o que diriam...