quinta-feira, novembro 23, 2006

Series em serie

America! Terra de todas as series, fonte de todas as ideias, exportadora de todo o entretenimento. Canais de televisao e' coisa que nao falta por aqui... eu tenho pelo menos 80 e isto nao e' nada... sei de quem tenha 500 ou mais! Enfim, 'e toda uma outra dimensao... A vantagem no meio disto tudo e' estarmos muito perto de onde tudo acontece e de nao termos que esperar sabe-se la quantos anos por mais episodios daquela serie que tanto gostamos de ver. Aqui e' quase tudo em tempo real, sendo os episodios emitidos poucas semanas depois de terem sido gravados.

E, deixem que vos diga, da-me um certo gosto ver em primeira mao, episodios novinhos em folha, das series que costumo acompanhar em Portugal - ER (Servico Urgencia), CSI, CSI Miami, CSI NY, House, Desperate Housewives (Donas de Casa Desesperadas), Cold Case (Casos Arquivados), Without a Trace (Sem rasto), Criminal Minds (Mentes Criminosas) e, claro, os Simpsons, entre outras. Com tanta variedade e quantidade, o que se torna bastante dificil e' ter que optar quando algumas destas series se sobrepoem... sim, porque aqui as series de qualidade passam todas em primetime, nao depois das 2 da manha, quando ja ninguem as pode ver... felizmente, muitos dos episodios sao transmitidos, de borla, nos sites das emissoras (CBS, FOX, ABC, NBC, etc...), o que me da sempre hipotese de rever os episodios que deixei para tras (escusam de ir la tentar ver, porque tanto quanto sei, este tipo de transmissao so e' valida para quem vive nos Estados Unidos). O dificil e' ter tempo para os ver a todos...

Outro fenomeno que se ve por aqui e' a proliferacao das respeticoes. Uma serie de sucesso, estilo CSI, passa em pelo menos 5 canais diferentes, em outros tantos horarios. E' claro que so a estacao oficial tem os direitos de transmissao dos episodios novos, mas todas as outras podem aproveitar o filao criado em volta destas series, e aumentar as suas audencias de uma forma simples. O mercado e' grande, chega para todos, nao ha exclusividades nem acordos de bastidores, que impedem a serie X de passar no canal Z. Quem beneficia com isto e' o espectador fiel, que pode rever (quantas vezes quiser) os seus actores preferidos, nas suas personagens de sempre.

Ja que estou numa mare' de tv shows, aproveito tambem para vos sugerir algumas series novas (aqui estrearam todas este ano), que me parecem que vao fazer furor quando chegarem a Portugal, pelos argumentos que apresentam e pelos excelentes elencos que as compoem.

A primeira serie de que vos quero falar chama-se Brothers & Sisters, e baseia-se num tema que para mim e' muito querido - a familia. A historia gira em torno dos irmaos e irmas Walker, que se aceitam e apoiam incondicionalmente uns aos aos outros, nestes dias instaveis e agitados, ao mesmo tempo que tentam reflectir nas suas proprias vidas, um tanto ou quanto imperfeitas, o modelo de vida, aparentemente perfeito, herdado dos seus pais, com todos os seus valores e principios. O elenco e' de luxo - Sally Field (grande, como sempre), Calista Flockhart (Ally McBeal - a propria), Rachel Griffiths (Six Feet Under), Ron Rifkin, Balthasar Getty (estes dois vieram da Vingadora), entre outros igualmente conhecidos. A producao e' de Ken Olin, que ja nos trouxe series como "Os Trintoes" ou "Vingadora". Para quem gosta de uma boa serie dramatica, aqui fica a sugestao.

Depois temos 3 Lbs (le-se 'Three pounds' - sempre quero ver como isto vai ser traduzido para portugues...). Esta vem mais na onda de "House", se bem que nao tao irreverente e comica.
Centra-se numa equipa de neurocirurgioes de elite e nas diferentes abordagens que tem para com os seus pacientes - uma mais voltada para os pacientes e para a envolvente emocional e psicologica da doenca, outra muito mais fria, tecnicista e calculista, onde o paciente nao e' importante, apenas o que esta no seu cerebro (enquanto orgao fundamental 'a vida) e' de real importancia e precisa ser tratado a todo o custo. Juntas, estas duas abordagens mostram-nos o quao delicado e' este orgao e simultaneamente quao poderoso e imprevisivel pode ser... Ainda so' foram emitidos 2 episodios, mas a coisa promete... Uma curiosidade - 3 lbs corresponde a 1,68 kg, aproximadamente o peso do cerebro humano.

Por ultimo, falta-me falar de Justice, a nova aposta de Jerry Bruckheimer, o senhor dos CSI's.
Passada em Los Angeles, mostra-nos como sao julgados os grandes casos mediaticos, num mundo completamente dominado pelos meios de comunicacao social. A accao baseia-se em 4 advogados brilhantes, que combinando as suas especialidades criminais e carisma com as mais poderosas tecnologias disponiveis na ciencia forense, conseguem levar a tribunal casos complicados, com impacto nacional. O que distingue esta serie de tantas outras series de advogados e' o final de cada episodio, onde o espectador e' levado a' cena do crime e tem a oportunidade de ver o que realmente aconteceu, e concluir por si mesmo se foi feita ou nao Justica.

Por agora fico por aqui. Vai comecar o Lost!...

1 comentário:

Tété disse...

Então e L Word? Não dá? Oh por favor isso é imperdoavel